Do que um indivíduo precisa para viver bem no século XXI?

October 24, 2017

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em meio a uma realidade de transformações rápidas e constantes, é reconhecido que para alcançar o sucesso os indivíduos devem ir muito além dos conhecimentos cognitivos. Cada dia mais, a realização nos âmbitos pessoal e profissional requer pessoas capazes de resolver problemas com criatividade, de viver de forma ética e de enfrentar desafios com resiliência, por exemplo.

 

Diversos estudos sobre o assunto foram feitos seguindo diferentes campos de pesquisa. Todos esses trabalhos são complementares e convergem para uma conclusão comum: os alunos devem aprender além do conteúdo e a educação deve assumir o papel de formar o indivíduo para que ele tenha sucesso na vida nesse novo século. Além disso, os resultados desses estudos podem ser resumidos em três grandes pontos:

 

Características socioemocionais são ao menos tão importantes quanto as cognitivas em predizer sucesso futuro;

A escola é capaz de transformar características socioemocionais;

Grande parte dos benefícios da escola também passam por canais socioemocionais.

 

Dessa forma, as pesquisas indicam que a escola pode sim desenvolver as competências socioemocionais dos estudantes, que são ao menos tão importantes quanto o aprendizado em termos cognitivos.

 

Consideramos 12 competências socioemocionais:

 

1. Criatividade: Desenvolvimento de ideias e produtos que são inovadores e úteis para um contexto social a partir da interação entre aptidão, processo e ambiente.

 

2. Pensamento Crítico: Tomada de decisões e aprendizado de novos conceitos a partir da análise crítica de informações e declarações com as quais o indivíduo é confrontado. Avaliação de problemas, das soluções e abordagens propostas com o uso de lógica e raciocínio a fim de identificar pontos fortes e fracos de cada cenário.

 

3. Comunicação: Escutar, compreender, passar adiante e fornecer informações com o uso da fala ou e de outras mídias.

 

4. Colaboração: Coordenação das atividades de forma coordenada e sincronizada, compartilhando-se tarefas e problemas.

 

5. Atenção plena: Percepção focada no presente e em suas várias perspectivas.

 

6. Curiosidade: Cultivo de uma mentalidade que busca sempre aprender, compreender o mundo e explorar novas ideias.

 

7. Coragem: Defesa da vontade própria para alcançar objetivos, tomando um posicionamento e, se necessário, confrontando o outro.

 

8. Resiliência: Capacidade de lidar de maneira adequada com desafios e mudanças, sem abrir mão da sua identidade e do aprendizado.

 

9. Ética: Princípios morais que norteiam a maneira como as pessoas vivem e tomam decisões, preocupando-se com o que é bom para a sociedade.

 

10. Liderança: Formação de relações éticas entre pessoas preocupadas em alcançar juntas uma mudança.

 

11. Metacognição: Reconhecimento das próprias habilidades, atitudes, valores, conhecimento e aprendizagem, estabelecendo-se metas e estratégias pessoais e adaptando-se com base nos resultados alcançados.

 

12. Mentalidade de crescimento: Convicção de que o esforço leva ao progresso e de que os obstáculos consistem em oportunidades para o crescimento pessoal.

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Como surgiram os museus para crianças e sugestões para conhecer.

February 27, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes

November 17, 2019