Tchau, pepê! 5 livros para ajudar os pequenos a largar a chupeta

Dar adeus à chupeta – ou à pepê, como dizem os pequenos – é um marco importante no crescimento das crianças, e deixá-lo simboliza um ganho significativo de autonomia e desenvolvimento. Por isso, nem sempre é tão simples para elas dizer adeus a este objeto que representa conforto e acolhimento.

Não por acaso, tem quem invista nas ideias mais inusitadas, como construir uma árvore de chupetas – foi o que fez a EMEI Dona Leopoldina – ou amarrar a pepê em balões coloridos que ganham o céu. Vale tudo para que a hora do tchau não seja uma fonte de traumas e lembranças negativas.

E aí entra a literatura infantil, repleta de livros sobre esse tema. Listamos aqui embaixo algumas dessas obras, para inspirar pais, professores e cuidadores a investir numa abordagem afetiva na hora de largar a pepê. Lembrando sempre que cada criança tem seu tempo, e conduzir o processo com naturalidade cabe os adultos responsáveis, sem forçar nem frustrar os pequenos.

 

“Pipo, o troca chupetas”, de Tatiana Sodero e Jarbas Domingos

 

Nanda completou três aninhos e negocia com a mãe a retirada de suas chupetas. É aí que conhece a história de Pipo, um garoto cuja missão é recolher as pepês das crianças grandes e não deixar faltá-las para os bebezinhos. Ele é dono de uma máquina chamada de troca-chupetas, capaz de transformar restos das pepês em brinquedos.

 

“O balde das chupetas”, de Bia Hetzel e Mariana Massarani

 

 

Desde sempre, Joca dorme todas as noites com sua querida chupeta, a “pepeta”. Mas agora ele já está grande, e chegou a hora de deixá-la. Seus pais, a irmã e vários familiares têm uma ideia sobre o que Joca deveria fazer com a chupeta, mas nenhuma deixa o menino satisfeito, até que sua tia aparece com uma sugestão criativa e inusitada: qual será? Neste livro ilustrado com vocabulário simples, as autoras tratam com carinho e criatividade daquele que é o primeiro dilema da vida de muitas crianças.

 

“Minha chupeta virou estrela”, de Januária Alves e Tati Móes

 

Pedro amava sua chupeta verde, mas teve que abrir mão dela para não perder seu dente. Uma escolha difícil e desafiadora para um menino pequeno, mas a fantasia e a imaginação ajudaram Pedro a perceber que se um prazer se vai, há outros para colocar em seu lugar.

 

“Tchau chupeta”, de Taciana Barros, Edgard Scandurra, Arnaldo Antunes e Antonio Pinto

 

Pensando nessa fase importante na vida de qualquer criança que Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Taciana Barros e Antonio Pinto fizeram uma música para incentivar as crianças a largarem a chupeta, no projeto Pequeno Cidadão, idealizado pelo grupo e seus filhos em 2009. Com ilustrações feitas por Cláudia Briza, o livro conta a história do personagem da música, através de imagens bem coloridas, que prendem a atenção das crianças, sugerindo que largar a chupeta pode ser mais divertido do que parece. Além dos desenhos, o livro ensina as crianças a desenvolverem a consciência ecológica, mostrando quanto tempo a chupeta e outros materiais levam para se decompor na natureza e a importância da reciclagem.

 

"A chupeta de Nina", de Christine Naumman 

 

Nina é uma menina que sabe o que quer. E o que ela quer é a chupeta. Hoje, amanhã e sempre. Até ao dia em que ela encontra alguém que precisa mesmo muito do objeto. Quem será? Uma história que coloca a vivência da criança em perspectiva e estimula a identificação pelo outro de um jeito sensível e lúdico.

“A Fada da Chupeta e outras histórias”, de Tatiane Martins Jorge

 

 

'A Fada da Chupeta e outras histórias: os hábitos orais no mundo da imaginação' é um livro composto por 15 histórias, voltadas ao público infantil, sobre o tema: hábitos de sucção de chupeta, dedo e/ou mamadeira. O objetivo dessas narrativas é auxiliar pais, educadores e profissionais da saúde que queiram iniciar um diálogo com as crianças sobre o tema. Ao final de cada história, existe uma atividade para a fixação do conteúdo aprendido. O livro ainda traz, nos primeiros capítulos, reflexões sobre a origem e as consequências dos referidos hábitos, bem como sobre a contação de histórias como uma estratégia favorável à faixa etária das crianças em idade pré-escolar.

Para quem quiser colocar uma trilha sonora específica para essa momento, conheça músicas que também ajudam a desapegar da pepê.

 

Fonte: Site Catraquinha

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Como surgiram os museus para crianças e sugestões para conhecer.

February 27, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes