Qual o papel dos pais na formação de crianças e jovens leitores?

March 31, 2019

Uma relação prazerosa com a leitura aproxima as crianças e os adolescentes dos livros. 

A leitura tem papel fundamental na formação de cidadãos críticos. Por meio dela as crianças conversam e discutem sobre diversos assuntos, têm a oportunidade de compreender o mundo que as rodeia a partir de novas perspectivas e de conhecer diferentes linguagens, lugares e culturas, sendo transportadas para outros universos.

Ler com frequência expande o vocabulário, desenvolve habilidades de escrita, estimula a criatividade e a capacidade de interpretação de texto, amplia o conhecimento e o repertório cultural. Além disso, é uma incrível oportunidade de diversão e entretenimento.

 

Papel da família na formação do leitor

A participação da família desde cedo pode ser decisiva no processo de formação de leitores. Muitos pais compreendem que precisam incentivar seus filhos a desenvolverem o hábito de ler, mas de que forma podem efetivamente fazer isso?

É preciso considerar que não podemos exigir nada de nossos filhos se não damos o exemplo. Se queremos que eles leiam, eles devem nos ver lendo. O primeiro passo para construir esse hábito é que os pais sejam leitores ávidos, incentivando, dessa forma, as crianças e os adolescentes a fazerem o mesmo.

Uma das possibilidades para incentivá-los é reservarem uma parte do dia para ter um momento de leitura em família. Nessa ocasião, os pais podem ler em voz alta para os filhos, ou mesmo compartilhar o momento de silêncio que a leitura proporciona, enquanto cada um lê algo de seu interesse. Muitas famílias costumam fazer isso à noite, antes de dormir.

É importante perceber que não podemos impor o hábito de leitura como uma tarefa extra para os filhos. Quando lemos para as crianças, por exemplo, é possível que elas associem essa prática a algo agradável, considerando o tempo e a atenção que dedicamos a elas no momento de leitura. Desenvolver uma relação prazerosa com a leitura é uma das principais formas de aproximar as crianças e os adolescentes dos livros.

Ter livros em casa e de fácil acesso para as crianças e jovens lerem é outra atitude que estimula o contato com a leitura. É possível também aproveitar algumas ocasiões para dar obras de literatura infantil e juvenil como presente, além de desenvolver o hábito de levá-los à bibliotecas e livrarias.

 

Quando podemos apresentar a literatura infantil aos nossos filhos?

Quanto mais cedo os pequenos desenvolverem o hábito de leitura, mais rápida e facilmente poderão construir uma relação afetiva e duradoura com os livros. Esse contato deve começar bem antes da alfabetização. Não é preciso esperar que as crianças aprendam a ler para apresentarmos e apreciarmos obras de literatura infantil junto com elas. Ao ler para os pequenos, possibilitamos que eles construam uma relação afetiva com os livros, permitindo que os manuseiem, os levem para diferentes cômodos da casa e até mesmo nos contem histórias.

É possível começar a fazer isso com as crianças desde quando elas são bebês. A leitura desde a primeira infância estreita a relação afetiva entre pais e filhos, fortalecendo os vínculos familiares, contribuindo para o desenvolvimento da linguagem e criando um ambiente rico em estímulos.

 

FONTE: LABEDU.ORG.BR

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Como surgiram os museus para crianças e sugestões para conhecer.

February 27, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes